1,5 BI EM LANÇAMENTOS DE IMÓVEIS EM 2021

Incorporadora desistiu do processo de IPO no ano passado, mas buscou outras fontes de recursos para lançar sete novos empreendimentos de médio e alto padrão

Bianca Alvarenga

Repórter especializada em finanças pessoais e investimentos, passou pelas redações de Veja, Folha de S. Paulo e 6 Minutos.

Compartilhe nas redes sociais

Em alta

INVISTA 4MIN

Em março, sob ameaça de fechamento por uma nova onda de casos e de mortes por covid-19, as incorporadoras brasileiras colocaram um pé no freio nos planos de lançamentos de imóveis. Sem saber se novas restrições fechariam os estandes de vendas, e pressionadas por uma alta de custos nos materiais de construção, as empresas do setor imobiliário decidiram esperar a tormenta passar.

Foi nessa época qe a Yuny, incorporadora paulista focada em imóveis de médio e alto padrão, congelou os planos de abrir capital na

bolsa

e segurou o calendário de lançamentos. A empresa alega que o pé no freio esteve mais relacionado a problemas para conseguir licenças com os órgãos públicos do que com a incerteza da pandemia .

Você não precisa ser dono de um imóvel para obter renda com alugueis. A EXAME Academy tem um curso e vai te ensinar como

Passado o pior momento, a incorporadora retomou os projetos no segundo semestre e planeja lançar sete projetos com cifra equivalente a 1,5 bilhão de reais em VGV (Valor Geral de Venda). O IPO , por outro lado, segue na geladeira.

“Nosso objetivo é lançar todo plano de voo ainda em 2021. Tivemos alguma demora nas aprovações com a prefeitura, o que causou o acúmulo de projetos no segundo semestre, mas estamos bastante confiantes no momento especial que o setor de imóveis vive”, diz Marcelo Yunes, fundador e CEO da Yuny.

Entre os lançamentos estão dois empreendimentos de alto padrão no coração do Itaim Bibi, uma das regiões valorizadas da cidade de São Paulo, onde o

do metro quadrado passa dos 30 mil reais. Um desses empreendimentos, localizado na rua Joaquim Floriano, já vendeu 40% das unidades.

Pressão de custos

Nos 12 meses até março, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), que mede a variação do preço de materiais e mão de obra da construção, acumula alta de 17%.

Além de retratar a inflação de materiais como aço, cabos, tijolo, cimento e muitos outros, o INCC também tem impacto direto sobre o preço dos imóveis . É esse o índice que reajusta o valor de imóveis na planta ou em construção (tanto os que já foram vendidos quanto os que estão em estoque ou em fase de lançamento).

Para tentar fazer frente à alta dos custos de materiais e serviços, o CEO conta que a Yuny antecipou compras e garantiu que não houvesse falta de insumos para colocar os prédios de pé. Por outro lado, Marcelo Yunes admite que parte do custo já foi repassado para o valor dos imóveis, que subiram gradativamente nos últimos meses e que devem ter mais algum tipo de reajuste daqui pra frente.

“Temos uma preocupação com a pressão de custo, pra que esse efeito inflacionário seja controlado e em último caso repassado para a venda. De maneira geral, nossos clientes, principalmente os de projetos de médio e alto padrão, têm absorvido bem (o reajuste dos valores dos imóveis)”, conta Marcos Yunes, também fundador da Yuny e presidente do conselho de administração.

Atualmente, 80% das vendas da incorporadora estão concentradas no segmento de média e alta renda, abarcado na marca Yuny. Outros 20% estão sob o guarda-chuva da apê55, marca do grupo dedicada aos projetos do Casa Verde e Amarela , antigo Minha Casa Minha Vida.

Ao contrário do segmento de alta renda, cujos preços podem ser reajustados de acordo com as condições do mercado, os imóveis do programa Casa Verde e Amarela possuem um limite de preço — mesmo nas faixas 2 e 3, que atendem a famílias com renda de até 7.000 reais.

Além disso, as incorporadoras e construtoras que lançam empreendimentos no espectro do programa federal vez ou outra enfrentam atrasos nos repasses de recursos para a construção das unidades.

Questionado sobre essas duas dificuldades, Marcos minimizou a preocupação: “Ao contrário de outras construtoras que concentraram a maior parte dos lançamentos no Casa Verde Amarela, nós temos uma parcela pequena dos lançamentos focada nesse perfil, por isso não sentimos tanto a pressão de custo e dos repasses”.

Juros subindo

Com o objetivo de melhorar a sua experiência em nosso site, coletamos informações por meio de cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade

Ok